Agronomia do Integrado e Emater capacitam técnicos para uso do coletor de esporos

Técnica é utilizada para monitoramento da ferrugem asiática da soja

73b1db01-c631-4cde-99b8-d21dff7794bc


O curso de Agronomia do Centro Universitário Integrado, em parceria com o Instituto Emater, realizaram, na quarta-feira (23), uma capacitação com técnicos para o Manejo Integrado de Doenças da Soja (MID). A técnica utiliza os coletores de esporos para monitoramento da ferrugem asiática da soja. A parceria do curso com a Emater teve início no ano passado, com o desenvolvimento do Projeto Alerta Ferrugem, que continua nessa safra da cultura da soja.

A detecção da doença consiste na observação de lâminas microscópicas instaladas em coletores de esporos, que prendem em fitas adesivas os esporos de Phakopsora pachyrhizi trazidos pelos ventos. Estas lâminas são levadas ao laboratório para análise, e após a constatação dos esporos, a identificação da doença é confirmada pela fitopatologista do curso de Agronomia do Integrado, a docente Cristiane Mendes da Silva-Reis.

37edbc04-3e73-42ba-ac2f-40f9f079ee6f


De acordo com a docente, a capacitação, que é realizada desde o ano passado, tem por objetivo esclarecer aos participantes (técnicos agrícolas e estudantes) o protocolo técnico estabelecido junto à Embrapa. "Além disso, reforçamos o correto uso do microscópio, a visualização de esporos de Phakopsora pachyrhizi e outros microrganismos para comparação e identificação, assim como o preparo de fotos de qualidade dos esporos suspeitos para diagnose correta", afirma a Cristiane.

Ao dar início a capacitação desse ano, o coordenador do projeto, o engenheiro agrônomo Sandro Cesar Albrecht da Emater, apresentou os dados do projeto obtidos no ano passado, indicando as primeiras áreas diagnosticadas com a doença e as novas áreas a serem analisadas nesse novo ano de projeto.

O técnico em Agropecuária, Antônio Eduardo Egydio, da unidade local de Peabiru, também demonstrou algumas lâminas do último ano de projeto, para que o grupo reforçasse a diagnose adequada. As informações sobre a confirmação da doença nas diferentes cidades da região com o coletor de esporos, podem ser conferidas no site da Emater, na página do Alerta Ferrugem.

Na região de Campo Mourão estão instalados 19 coletores de esporos em 13 municípios, envolvendo 19 produtores, 13 extensionistas da Emater, uma fitopatologista e um aluno de graduação do curso de Agronomia do Centro Universitário Integrado, além de um docente e quatro alunos do Colégio Agrícola.

Confira algumas fotos do evento e veja o álbum completo na Página do Centro Universitário Integrado no Facebook.

fe1e9159-91c8-41c5-8491-dba1212007ed

 

ee221f10-8d8f-4ec3-adeb-6482571ead81

 

f56fbda2-d113-4e10-bb1f-9388c5232736
 

 

Comentários
0