Programa de Iniciação à Docência promove projetos em escolas municipais

Além das áreas de as áreas de linguagem e aritmética, acadêmicos de Pedagogia desenvolvem trabalho sobre LIBRAS

 

PIBID Ped Aprender para Incluir


O Programa de Iniciação à Docência/PIBID/CAPES/Integrado do curso de Pedagogia realizou dois projetos nas escolas municipais Maria do Carmo Pereira e Professor Florestan Fernandes, em Campo Mourão. Os projetos visaram organizar estratégias pedagógicas voltadas para as áreas de linguagem (leitura e escrita) e aritmética nas turmas de 4º e 5º ano de 2019. Para tanto, a primeira atividade desenvolvida foi a aplicação de uma avaliação diagnóstica nas turmas de 3º e 4º ano de 2018.

Os bolsistas do PIBID recebem orientação dos professores do curso de Pedagogia do Centro Universitário Integrado e das professoras da escola. Após a aplicação das avaliações, os bolsistas planejaram atividades a ser desenvolvidas em contraturno com as crianças no ano de 2019.  Ainda na Escola Municipal Professor Florestan Fernandes foi realizado o Projeto LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais), no qual o acadêmico surdo preparou atividades em Libras para os alunos do 3º ano, com o intuito de ensinar noções básicas da língua de sinais para que o processo de inclusão da pessoa com deficiência auditiva aconteça gradativamente. De acordo com a Lei 10.436, no Art. 1°, a LIBRAS é reconhecida como meio legal de comunicação e expressão e outros recursos de expressão a ela associados.

Como parte das propostas de capacitação dos bolsistas do PIBID e professores participantes, o curso de Pedagogia desenvolveu a Oficina sobre a Base Nacional Curricular Comum – BNCC. A oficina apresentou as dimensões para orientar o processo de implementação da BNCC. As dimensões foram organizadas em um percurso que visou propor a escola, e aos professores como trabalharem segundo as habilidades e competências da BNCC de maneira prática.

 

 
 

 

Comentários
0