O canal de conteúdo do Grupo Integrado

Maior festival de divulgação científica do mundo levou ciência aos bares da cidade

Nas noites dos dias 07, 08 e 09 de novembro, os jovens de Manchester na Inglaterra, Roma na Itália, Dusseldorf na Alemanha e Campo Mourão no Brasil tiveram a mesma oportunidade: conhecer temas e pesquisadores científicos de forma bastante descontraída, em linguagem acessível,  nos bares das cidades. 

O evento, batizado de Pint of Science (uma dose de ciência em tradução livre), nasceu em 2012 no  Imperial College London, na Inglaterra, por meio de dois pesquisadores que tinham como objetivo levar a ciência de forma mais descontraída para o público leigo.  

A edição deste ano foi realizada em 27 países e 392 cidades. Em Campo Mourão (PR), o evento foi novamente um sucesso. Foram três dias de evento, seis locais, 12 palestras, 458 participantes, as quatro universidades presenciais participando,  12 voluntários e um movimento financeiro de R$ 21.243,00 numa segunda, terça e quarta, dias de pouco movimentos nos bares.

Todo o evento é realizado por voluntários, da organização aos palestrantes. Os locais também não pagam para receber o evento. O intuito é fazer com que a população tenha mais conhecimento acerca do que é e a importância de se produzir ciência dentro das universidades.  

O Centro Universitário Integrado, realizou e apoiou o festival por meio do NEPE, Núcleo de Empreendedorismo, Pesquisa e Extensão, oportunizando que professores e pesquisadores de grupos de pesquisa da Instituição pudessem compartilhar com o público parte de seus estudos.

A próxima edição do evento já tem data marcada para o mundo todo: 22 a 24 de maio de 2023.

Programação

Na segunda-feira (7), as temáticas foram “Em breve, morto”, com o médico da UNIMED de Campo Mourão, Carlos Augusto Albach,  e “Marketing: tem ferro no leite em pó e DNA no shampoo?, com o professor e pesquisador da UTFPR, Adriano Lopes Romero, no 609 Bar. No O Quintal Colaborativo foram apresentados os temas “A terra é plana, as investigações que abalaram a verdade”, pelo professor da Faculdade UNICAMPO e psicanalista, Marco Antonio Facione Berbel, e “O poder da música: um debate sobre arte e psicologia”, com o psicólogo e professor do Centro Universitário Integrado, Felipe Augusto Petreca.

Na terça-feira (8), os temas foram “A justiça é cega, mas a tecnologia pode ver”, com Marcos José Porto Soares, Promotor  Público – Ministério Público de Campo Mourão e  “A Geopolítica do porta-aviões“, com o professor da UNESPAR, Rogério Silveira Tonet, no bar O Butequim. Foram apresentados no bar Eden Beer, os temas “Pq a linguagem é taum importante pra vc”, com o pesquisador do PRADIS – UNESPAR, Pedro Augusto Pereira Brito e “Diabetes, um assassino cerebral”, com a professora do curso de Medicina e pesquisadora  do Centro Universitário Integrado, Amanda Nunes Santiago. 

Finalizando o evento, na quarta-feira (9), no Cayenna Steak House os temas debatidos foram “Sobre o crescer ouvinte com pais surdos”, com o professor da UTFPR, Ricardo Ernani Sander e  “Pode tomar vinho enquanto faz clareamento dental? E café?, com a dupla de cirurgiões-dentistas e professores do curso de Odontologia do Centro Universitário Integrado, Saulo Souza Jr. e Eloisa de Paula, coordenadora do curso. No bar Entorna Madalena as temáticas foram “Frankenstein ainda assusta a ciência”, com o professor da UTFPR, Michel Corci Batista e  “Seus dados valem quanto? “Quando o serviço é de graça o santo desconfia”, com o Head de Tecnologia do Centro Universitário Integrado, Bruno Henrique Pachulski Camara.

Apoio: IDEA5 e Centro Universitário Integrado

Realização: Centro Universitário Integrado, UTFPR Campo Mourão. UNESPAR Campo Mourão. Faculdade Unicampo. CODECAM. SRI Centro Ocidental. Ecossistema de Inovação, Ciência, Tecnologia e Empreendedorismo de Campo Mourão. Secretaria de Inovação e Desenvolvimento de Campo Mourão.