O canal de conteúdo do Grupo Integrado

Estudantes passaram por treinamento imersivo durante quatro meses

Na última sexta-feira (3), o Centro Universitário Integrado realizou a entrega dos certificados de conclusão de curso aos alunos da primeira turma do Bootcamp Catalisa Lab, um treinamento imersivo desenvolvido com o objetivo de atender a crescente demanda por profissionais de tecnologia.

O curso, que teve quatro meses de duração, contou com as disciplinas de Introdução ao Ambiente de Desenvolvimento (So E Git); Algoritmos; Introdução ao Desenvolvimento Web (Html/Css); Modelagem e Banco de Dados; Controle de Versão e Revisão de Código; Introdução ao Desenvolvimento Front-End (React); Introdução ao Desenvolvimento Back-End (Node. Js); Comportamental e Desenvolvimento Pessoal; Empreendedorismo, Negócios Digitais e Startups; além do Programa de Residência em empresas parceiras. 

Para Anderson “Burnes” Fernandes, professor e um dos coordenadores do programa, a primeira turma do bootcamp concluiu o curso com excelência. “Essa foi uma turma muito bacana, são alunos que terminaram ou ainda estão no ensino médio, então são jovens que, provavelmente,  aprenderam muito com esse bootcamp. Deu pra notar que eles correram atrás dos conhecimentos para se tornarem bons desenvolvedores. Eles aprenderam um pouco de Node.js e React, coisas que não são tão triviais, também tiveram algumas disciplinas mais tranquilas como a parte comportamental e de empreendedorismo, além das práticas. Eu nunca tinha ministrado aulas ou cursos para esse público do ensino médio e foi um prestígio muito grande ter esses alunos conosco. Deu pra ver como eles cresceram no decorrer do curso. Espero que todos eles tenham sucesso e que, realmente, venham para a nossa área de TI, que tanto necessita de pessoas para trabalhar. Parabéns a todos que terminaram o curso”, disse o professor.

Para os participantes, o treinamento foi mais que um curso, foi a oportunidade de desenvolver novas habilidades, acelerar o aprendizado e abrir portas para o mercado de trabalho. Como no caso do estudante Mateus da Silva. “Foi um dos melhores cursos que eu já fiz, para quem está iniciando e quer acelerar o processo de aprendizagem é ótimo. Eu comecei o segundo semestre da faculdade e posso dizer que acelerou muito meu conhecimento. Os professores eram completamente capazes, eles sabiam de tudo que a gente precisava e trabalham na área, então é muito melhor aprender com quem já faz o que você futuramente vai fazer. Além disso,  eles passaram tudo de uma forma muito didática, então era muito fácil absorver o conteúdo. Também foi muito interessante conhecer as empresas na residência e ver como funciona o trabalho na área. Sem dúvidas,  vou querer continuar na área porque foi muito bom mesmo”, contou o estudante. 

Quem também aprovou o programa foi a estudante Paola Pasti. “Me fez evoluir muito nos últimos quatro meses, eu não tinha muito conhecimento na área de programação, então posso dizer que o curso acelerou muito o meu aprendizado, me preparou para, de fato, ingressar no mercado de trabalho e também me incentivou a seguir na área”.  

A iniciativa de preparar profissionais para a área de tecnologia deu tão certo que o programa já está em sua segunda turma e deve, em breve, abrir novas vagas. 

Oportunidade

Pensando em fomentar ainda mais o setor de tecnologia na região, o Centro Universitário Integrado lançou o programa ISA (Income Share Agreement), uma nova modalidade de financiamento estudantil que, inicialmente, estará disponível para o curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas (TADS). 

Com o ISA, o estudante tem a oportunidade de cursar a graduação e só pagar pelo curso após estar inserido no mercado de trabalho e ganhando uma renda mínima, estipulada em contrato. 

Os interessados em participar do programa têm até o dia 10/01/2022 para se inscrever no processo seletivo, basta acessar o site grupointegrado.br e clicar no banner do programa. Além da prova on-line, que será disponibilizada no dia 14 de janeiro, das 13h às 17h, os candidatos ao programa passarão por entrevista com uma banca avaliadora.