Especialização amplia campo de atuação para farmacêuticos

Pós-graduação em Farmácia Clínica e Prescrição Farmacêutica permite ao profissional realizar consulta farmacêutica e prescrever medicamentos

farmacia-1

O mercado farmacêutico oferece diversas possibilidades para quem deseja atuar na área. Isso porque, segundo o Conselho Federal de Farmácia (CFF), o farmacêutico pode atuar em, pelo menos, 70 áreas ligadas à Saúde, tanto em empresas da iniciativa privada quanto no setor público.

Um dos grandes desafios para a carreira de farmacêutico é manter-se atualizado sobre as novidades e resoluções da área. Por isso, continuar os estudos é uma exigência tanto mercadológica quanto dos órgãos reguladores. 

O Conselho Federal de Farmácia, através da Resolução 586/2013, atribuiu mais uma área de atuação do farmacêutico, a Prescrição Farmacêutica, que permite ao profissional receber, avaliar e prescrever medicamentos ao paciente. Esta nova possibilidade de atuação exige mais conhecimento e mais responsabilidade, sendo necessário que o farmacêutico interessado em atuar nesta área tenha uma especialização lato sensu nos padrões exigidos pelo CFF. 

O curso de Pós-Graduação em Farmácia Clínica e Prescrição Farmacêutica do Centro Universitário Integrado preenche os requisitos do CFF e tem por objetivo contribuir com a formação clínica do farmacêutico, capacitando-o a realizar consulta farmacêutica, seguimento farmacoterapêutico e avaliação, de modo a promover a adesão à terapia medicamentosa e não medicamentosa e melhorar a qualidade de vida do paciente. Além disso, o curso habilita o profissional farmacêutico a atuar em vacinação, conforme a resolução 654/18 do Conselho Federal de Farmácia.

A docente e coordenadora do curso de Farmácia do Centro Universitário Integrado, Ana Carla Broetto Biazon, destaca o papel do farmacêutico clínico e a demanda do mercado por esse profissional. “O farmacêutico clínico é um profissional que vem ganhando destaque no mercado de trabalho, uma vez que exerce atividades clínicas dentro do consultório farmacêutico como acompanhamento farmacoterapêutico, conciliação terapêutica, revisão da farmacoterapia, dentre outros serviços. Para se tornar um farmacêutico clínico é indispensável uma pós-graduação que permita uma imersão nessas atividades clínicas. Campo Mourão e região ainda carecem de profissionais farmacêuticos que atuam desta forma e a pós-graduação em Farmácia Clínica e Prescrição Farmacêutica vem para atender essa demanda”, explica.

Comentários
0